Porque Mudamos para o Training Peaks?

Na busca por oferecer sempre o melhor aos nossos alunos buscamos a Plataforma TrainingPeaks, hoje a melhor ferramenta disponível no mercado, usada pelas principais equipes de ciclismo do ProTour, e a grande maioria dos atletas de elite na corrida, MTB e Triathlon.

Eu como treinador e triatleta amador, tive o cuidado de testar a plataforma durante um período de meu próprio treinamento para ter certeza do funcionamento e dos reais benefícios da plataforma, e a partir de Novembro de 2017, todos os alunos da Viiva passaram a usar a plataforma.

Quais as vantagens do sistema?

Para os treinadores o sistema permite que os treinadores possam planejar e controlar a carga de treinamento de maneira muito mais precisa, já que o TrainingPeaks, oferece diversos gráficos e métricas que facilita muito a análise dos dados do treinamento e a tomada de decisões.

Para mim como treinador  a melhor característica é o Gráfico de Gerenciamento de Desempenho. Isso me dá a capacidade real de gerenciar meus níveis de fitness e fadiga ao longo da minha temporada de corrida. Dá mesma foram aplico essa ferramenta no treinamento dos nossos alunos.

O Quadro de Gerenciamento de Desempenho foi fundamental para controlar a carga de treinamento e planejar minha reabilitação no esporte após o acidente que sofrei no final de 2016 e me deixou 4 meses longe dos treinamentos.

O Quadro de Gerenciamento de Desempenho do TrainingPeaks (PMC) acompanha a carga de treinamento crônica (CTL com base em atividades com mais de 15 dias) e carga de treinamento aguda (ATL com base nos últimos 14 dias de atividade). Esses números são baseados nos limiares do atleta que permitem que TrainingPeaks calculem a intensidade (IF) e o Tress (Stress score). Isso é usado para calcular o saldo de estresse de treinamento (TSB). Todos esses dados podem ser usados para monitorar o progresso e garantir uma compilação consistente e consistente até a raça principal ou raças principais.

Quais devem ser meus primeiros passos na plataforma?

O primeiro passo é sincronizar a plataforma do seu GPS (Garmin Conect, Suunto Movescount, Polar Flow ou TomTom Mysports) com o Training Peaks para garantir que seus treinos realizados possam ser sincronizados automaticamente com a plataforma.

O Segundo passo é ter certeza que as suas zonas de treinamento estão configuradas corretamente (normalmente as zonas são configuradas pelo seu treinador).

Para os alunos Viiva Assessoria, teremos um canal de tutoriais e duvidas sobre a plataforma para que todos possam usufruir de todos os recursos disponíveis para os seus treinamentos.

Pra cima!!

Treine com a gente!