Você cuida de seus ossos?

A revista GoOutside publicou em 2011 uma matéria que me deixou de cabelo em pé, a matéria retrata um ciclista de meia idade de San Diego que achava que estava na melhor forma da sua vida, mas que foi surpreendido ao fazer um teste de densidade óssea.
O diagnóstico médico atestou que apesar de cardiovascularmente estar super saudável, sua parte óssea se comparava a um “senhor de 70 anos”.
Segundo a matéria se você passar a vida se exercitando com exercícios sem impacto como a natação e o ciclismo, esportes muito praticados no mundo todo, que você correria o risco de ter seus óssos enfraquecidos.

 

Fiquei curioso e fui conferir a veracidade das informações:

Achei um estudo da Jeanne F. Nichols, que analisou um grupo de ciclistas profissionais e amadores) que treinavam e competiam exclusivamente ciclismo a pelo menos 10 anos. O estudo descobriu que a densidade óssea dos praticantes de ciclismo era menor do que um adulto sedentário, sugerindo a necessidade da inclusão de exercícios resistidos para a manutenção da densidade óssea.

 

Na foto a comparação entre um osso normal e um osso com osteoporose.

Outro estudo, atesta que a perda de cálcio durante a atividade física pode ser maior do que se pensava. E relatou diminuição da massa óssea em alguns atletas durante a temporada e recuperação do conteúdo mineral óssea durante a off-season, quando a maioria dos atletas diminui bastante a carga de treino e muitos dão ênfase ao treinamento resistido.
Esse estudo, escrito por Rovert C. Klesges, sugere a necessidade de suplementação de cálcio na dieta da maioria dos atletas e a adição de calcio nas bebidas esportivas do mercado.

Como mudar esse quadro?

A boa notícia é que outro estudo, atesta que a densidade óssea parece estar relacionada com a quantidade de esportes de impacto praticada, exceto na região lombar que parece responder melhor à magnitude da carga do que a duração de exposições à mesma. Isso indica que a simples inclusão de treinos de corrida e de musculação, mesmo que curtos (20-30min), ao programa de atividade física da maioria dos atletas de endurance pode ser benéfico para a saúde de seus ossos.

Dica do Rodrigo: Para quem optar por musculação é importante optar por exercícios multiarticulares e com cargas altas de pelo menos 80% do peso de 1RM.

Outro ótima notícia, é que o suplemento perfeito pós-treino pode ser o famoso leite com chocolate! Um excelente estudo , analisou a eficiência do consumo de leite desnatado com chocolate, como bebida pós treino e durante o estudo os atletas consumiram leite desnatado com chocolate e perceberam uma melhora na endurance, no crescimento muscular e possivelmente no aumento da sua densidade óssea. Gostoso, eficiente e barato!

 

Gostou de nossos artigos e quer recebê-los por email? É só clicar aqui!

Conheça os nossos programas de treinamento!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *